Remanso (BA): Marcos Palmeira entra com ação na Justiça contra baixaria dos adversários

Alcides Marcos e Flavio da UNIFAN (Copy)

Marcos Palmeira,  pré-candidato a prefeito de Remanso pelo PC do B deu entrada, na tarde de sexta-feira (29/07), em duas “Notícias Crime” para coibir as ofensas e baixarias difundidas por “agentes do mal” nas redes sociais.

Na representação ao Promotor de Justiça da Comarca, Marcos Palmeira relata a “divulgação em massa nas redes sociais” de “banners informativos alterando a realidade fática do seu conteúdo, ou seja, se aproveitando dos logotipos do referido pré-candidato para alterar e inserir conteúdos diversos do teor original”.

O noticiado, identificado pelo número do telefone e alcunha nas postagens, segundo o advogado de Marcos Palmeira, incorreu no Artigo 298 (Falsificação de documento),  no Artigo 299 (Inserir declaração falsa em documento público ou particular), no Artigo 138 do Código Penal (Calúnia) e nos Artigos 139, 140 (Difamação e Injúria), e no 141 já que os crimes foram cometidos “por meio que facilita a divulgação”.

Para Marcos Palmeira, “a disputa eleitoral é um momento onde deve prevalecer o debate de ideias e as propostas. Aproveitar-se desse momento democrático, conquistado com luta, para difamar e caluniar merece o mais veemente desprezo do Povo de Remanso”.

Marcos Palmeira diz “estranhar” atitudes “que vem se tornando rotina” entre os “adversários da Mudança e os agentes da velha política”: “Há um desespero patente nos atos que cometem dia a dia. Agridem pessoas do povo, ameaçam, se utilizam da máquina, manobram para se aproveitar de atos sindicais ou de associações. Sabem que o Povo irá derrota-los e perderam a compostura e agora a civilidade”.

“Nossa ação jurídica tem dois objetivos” – Explica Palmeira – “O primeiro didático. O Povo de Remanso é civilizado, educado, democrático e decente. Estes agentes do mal, fichas sujas, querem amedrontar. Mostramos que o medo nunca poderá vencer a esperança. O segundo motivo é coibir. Os agentes que subscrevem estes atos terroristas, mesmo eles, são massa de manobra, inocentes úteis, que precisam ser advertidos do mal que causam”.

Ascom Marcos Palmeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s