Curaçá (BA): APLB-Sindicato denuncia prefeito Pedro Oliveira por praticar assédio moral contra professora

Curacá Zap.jpg

Durante o Programa Sem Fronteiras – Rádio Juazeiro, nesta sexta-feira (08/03), o coordenador regional da APLB-Sindicato, professor Gilmar Nery e a coordenadora da entidade no município de Curaçá, Luzia França denunciaram um caso de assédio moral protagonizado pelo próprio prefeito Pedro Oliveira (PSC).

Eles estavam acompanhados da professora Maria Sileide, esposa do vereador de oposição Laerty Tanurio (PP). De acordo com a denuncia, o prefeito enviou mensagens de whatsapp à professora Maria Sileide sugerindo que ela interferisse nas votações do seu esposo na Câmara Municipal de Curaçá, para que fosse mantida em seu cargo comissionado de coordenadora pedagógica no distrito de Riacho Seco.

Como a professora se negou a ceder às pressões do prefeito, ela foi exonerada do cargo de coordenadora pedagógica no último dia 15 de fevereiro e deve retornar à sala de aula, já que é concursada desde 2007. Diante da situação, a direção da APLB-Sindicato vai entrar com a ação na Justiça contra o prefeito Pedro Oliveira, por assédio moral e perseguição política.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s