Sobradinho (BA): Equipe de Assistência Social informa sobre ações de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Sobradinho Infancia-compressed.jpg

No último sábado (18/05), Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SEADS), através da equipe do Centro de Referencia Especializado em Assistência Social, esteve na rádio São Francisco convidando a população para juntar forças com a gestão no combate à violência sexual contra crianças e adolescentes de Sobradinho.

O secretario da SEADS, Jailson Souza, a assistente social do CREAS, Lucia Helena Cabral, a conselheira e coordenadora do Conselho Tutelar, Bárbara Menezes e o advogado Patrick Carvalho, explicaram sobre as diversas formas de violência sexual, alertando para a importância da denúncia através do disque 100, como uma forma de prevenção dos crimes.

 

“A violência sexual pode ocorrer através do abuso sexual ou da exploração sexual. O abuso acontece quando a criança ou adolescente são usados para satisfação sexual de uma pessoa mais velha. Já a exploração sexual envolve uma relação de mercantilização, onde o sexo é fruto de uma troca, seja financeira, de favores ou presentes. Temos que estar sempre alertas para observar a situação das crianças e adolescentes que nos cercam, não podemos permitir que eles sejam submetidos a nenhum tipo de violência” explicou o secretario da SEADS, Jailson Souza.

 

Desde o inicio da semana a equipe do CREAS percorreu a sede e o interior, alertando estudantes, empreendedores locais e a comunidade em geral, sobre a necessidade do combater o abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes.

 

“Nosso trabalho não pára aqui, continuamos na luta pela proteção das vítimas de violência sexual e esperamos que toda a população assuma conosco essa responsabilidade. Se você sabe ou suspeita que alguma criança esteja sendo abusada ou explorada, denuncie através do disque 100, que é gratuito, ou procure o conselho tutelar, o CREAS ou a Policia. Toda a equipe destes órgãos está preparada para interferir na situação a fim de proteger as crianças e adolescentes. Quem não denuncia está compactuando com a continuação da violência,” concluiu Jailson Souza.

 

Ascom PMS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s