Juazeiro (BA): São tantas vozes…

Ouvido

*Jean Lima

Em tempos de crises, caos e incertezas geradas pela pandemia do Coronavírus, são muitas as vozes que ouvidos.

As vozes dos médicos que nos orientam sobre os sintomas e risos do vírus;
As vozes dos infectologistas que falam dos cuidados a serem adotados e sobre as medidas preventivas a serem tomadas;

As vozes de diversos profissionais de saúde, que estão na lida, e que tenta nos transmitir a realidade que de fato nos acomete;

A voz daqueles, que nem médico e nem profissionais de saúde o são, mas tentam ainda que de forma precipitada e equivocada, cheios de boa vontade, nos comunicar algo;

A voz das fake news, que nem em momento de calamidade pública, silenciam, pelo contrário ecoa nas redes, pondo em risco a vida e a segurança das pessoas;

As vozes dos prefeitos, do governadores, do presidente, das autoridades políticas, que foram surpreendidas com um cenário atípico, em seus governos, e deixam transparecer que estão inseguros e incertos, em alguns casos perdidos, fazendo o que é possível para proteger a população;

Ouvimos ainda a voz do padre, do bispo, do pastor do líder religioso. Alguns tentando encorajar as pessoas a calma, paciência, fé e esperança. Outras vozes religiosa disseminam o caos, a contenda, a insegurança, levando muitos a uma falsa compreensão da realidade que nos cerca, achando muitas dessas vozes, que contém a verdade absoluta em suas falas, que são a voz de Deus;

A voz das pessoas, que em tempo de redes sociais, se sentem compelidas, mesmo sem qualquer conteúdo que ajude os outros, a expressar suas opiniões, percepções, experiências locais, levando muitos a crer que aquilo que está acontecendo na China, na Itália, em São Paulo, no Rio, se confunde com sua realidade local, gerando neste expediente medo e pânico;

A voz dos informativos nas redes;

A voz dos teles jornais, que diuturnamente, nos informa, orientam e conscientizam;

A voz dos blogs;

A voz dos amigos de trabalho, dos familiares, do parente no estrangeiro, dos irmãos de igreja, dos amigos, dos vizinhos…
São tantas vozes…voz do medo, do desanimo, do pessimismo, da incredulidade, mas também da fé, da esperança, da solidariedade…

Em meio a tantas vozes, as vezes, não sabemos a quem ouvir, ou em quem acreditar ou o que realmente está acontecendo.

Há, todavia uma voz que em tempos de caos, crises e incertezas, muitos esquecem de atentar. Essa voz é a voz de Deus, impressa em Sua Palavra e promessas.

Há uma voz divina que devemos aquietar nosso coração, e buscar ouvir. Em tempos de caos e crises devemos buscar ouvir a voz de Deus, expressa em Sua Palavra e através do Espírito Santo que nos guia, já que todas as coisas não fogem ao Seu controle. Creio que Deus está falando com a humanidade, chamando nossa atenção.

Que a voz de Deus seja ouvida gerando confiança. “Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro. O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra”. Salmos 121:1-2

Que o Salmo 46 seja nossa oração diária, “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela; não se abalará. Deus a ajudará, já ao romper da manhã. Os gentios se embraveceram; os reinos se moveram; ele levantou a sua voz e a terra se derreteu. O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. Vinde, contemplai as obras do Senhor; que desolações tem feito na terra! Ele faz cessar as guerras até ao fim da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo. Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra. O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio”. Salmos 46:1-11

Portanto, ouçam as vozes na Terra, se protejam e guardem, mas também abram os ouvidos e corações a voz que vem do céu, coloquemos nossos olhos nas promessas de Deus. Que a voz de Deus, através de Seu Espírito Santo e de Sua Palavra, nos oriente, nos ajude a ter fé, paz, esperança, nos dê sabedoria, que a voz de Deus nos encoraje, fortaleça, em meio a esse momento de crise e incerteza. Tenham paz, confiança, prudência e esperança.

Paz de Cristo.

*Pr. Jean Lima, é pastor sênior do Ministério Carismático Plenitude.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s