Curaçá (BA): Ação do Governo do Estado fortalece identidade e produção de alimentos do povo indígena Tumbalalá

O povo Tumbalalá vive no município de Curaçá, às margens do Rio São Francisco. Lá moram cerca de 650 pessoas que vivem do trabalho com a agricultura irrigada, criação de caprinos, ovinos e aves. Culturalmente ainda fabricam peças artesanais como o maracá, pujá, arco, flecha, panela, moringa e potes.

Para impulsionar o desenvolvimento do território rural do povo indígena Tumbalalá, formado pelas comunidades de Cajueiro, Porto da Vila/Salgado, Missão Velha e São Miguel, o projeto Pró-Semiárido está realizando ações com enfoque na agroecologia, na segurança hídrica, alimentar e nutricional, equidade de gênero, geração e etnia, incrementando a produção e comercialização, na perspectiva da geração de trabalho e renda.

“O projeto tem fortalecido a questão de a gente manusear a terra pra não danificar e também a importância que tem de a gente se organizar e fortalecer as culturas que a gente tinha. Nas reuniões, a gente aprendeu a fazer o manuseio do que vai fazer na roça, como vai fazer. Quanto à nossa identidade, a gente tá divulgando mais e tendo mais parcerias”, afirma o presidente da associação comunitária indígenas tumbalalá da aldeia Salgado, João de Deus Gomes de Santana.

Os investimentos do projeto estão alicerçados na organização social e em áreas produtivas específicas – caprinocultura, agrobiodiversidade, piscicultura e quintais agroecológicos – que foram escolhidos pela própria comunidade. O valor total a ser investido nas comunidades envolvidas é de mais de 328 mil reais.

Uma das ações do projeto, que o povo tumbalalá aponta como importante, está relacionada com as formações, como afirma a Agente Comunitária Rural (ACR) local, Elenilda Ribeiro: “O Pró-Semiárido teve um impacto positivo em minha vida, pois proporcionou diversos aprendizados diferentes a partir das oficinas, formações e intercâmbios. Sou muito grata à minha comunidade por ter acreditado em mim, e ao projeto, por me proporcionar novos conhecimentos”.

João de Deus também destaca os aprendizados e traz em sua fala a relevância do apoio do projeto para o cuidado com a gestão da associação comunitária. “Aqui a gente já teve plantio com o que aprendeu nas rodas de aprendizagem, como também na área de cotação, de como lidar com as burocracias. E, graças a Deus, o projeto contribui ajudando a gente a lidar com as planilhas, conta bancária, como fazer pagamentos dos impostos, onde e como organizar as pastas. Isso tudo tem sido uma aprendizagem muito forte pra gente”.

O Pró-Semiárido é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) com cofinanciamento do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida).

Secom BA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s