Sobradinho (BA): “A verdade sempre vence”, declara prefeito, após juiz eleitoral julgar improcedente ação apresentada pela oposição

Nesta segunda-feira (05/07), o juiz Eduardo Ferreira Padilha, da 066ª Zona Eleitoral de Casa Nova (BA), indeferiu ação de investigação judicial eleitoral contra o prefeito de Sobradinho, Regis Cleivys, seu vice Jarques Canturil e o ex-prefeito Luiz Vicente Berti, de autoria da coligação “União pelo Desenvolvimento de Sobradinho”, composta pelos Partidos PT, PSB E AVANTE.

A oposição acusava a gestão anterior de irregularidades na contratação de servidores, em 2020, alegando que a necessidade de contratar pessoal para funções necessárias, seria para “favorecer” o então candidato Regis Cleivys nas eleições municipais.

A defesa da chapa Cleivynho e Canturil provou que as contratações não tiveram “nenhuma vinculação com o processo eleitoral”, mas caracterizaram uma prática por um período de quase 8 (oito) anos, que a Prefeitura de Sobradinho adota como forma de “reduzir as despesas com pessoal ao final de cada exercício financeiro com o objetivo de alcançar o equilíbrio das contas públicas, atender o índice de gastos com pessoal da Lei de Responsabilidade Fiscal e, ao mesmo tempo, garantir o oferecimento dos serviços públicos de natureza essencial prestados pela edilidade”.

A defesa argumentou ainda que graças as contratações adotadas pela gestão anterior, no período contestado, foi possível garantir a continuidade dos serviços públicos, principalmente no período de pandemia do novo coronavírus, quando as demandas dos serviços públicos no município aumentaram, com a distribuição de kits de merenda escolar, incremento nas obras em andamento, demandas da área de saúde, como limpeza e higienização de espaços públicos, instalação de barreiras sanitárias, fiscalização sanitária, testagem em domicílios, com especial destaque na atenção primária de saúde, além da implantação da Ala de Covid-19 no Hospital Municipal Maria Auxiliadora de Carvalho Torres e do Centro de Referência à Covid-19 implantado em Sobradinho.

Apresentadas as devidas provas de que não houve nenhum abuso de poder ou qualquer ilicitude, o magistrado julgou a total improcedência da ação. “Na linha de intelecção do retro parecer ministerial, a qual se filia este órgão julgador, temos que não houve, nos presentes autos, comprovação idônea a configurar abuso de poder político entrelaçado com abuso de poder econômico, perpetrado pelos impugnados, merecendo a improcedência dos pedidos postos na inicial”, afirmou o Juiz Eduardo Padilha na sentença.

O Prefeito Cleivynho comemorou a decisão e declarou que esperou com muita tranquilidade a decisão da Justiça, por estar seguro de que jamais houve favorecimento à sua candidatura. “Eu e meu vice Canturil, assim como o nosso líder, o ex-prefeito Luiz Vicente, sempre estivemos tranquilos quanto a esta decisão da Justiça, pois toda a população foi nossa testemunha de que fizemos uma campanha limpa, propositiva e ética. Estava nítido, desde o início da campanha eleitoral, que o povo de Sobradinho queria a continuidade do trabalho que vinha sendo desenvolvido por nosso grupo e que colocou o município nos trilhos do desenvolvimento. Foi a vontade do povo que prevaleceu. Esta decisão do magistrado prova que a verdade sempre vence, prova que o bem sempre vence o mal. Avante, Sobradinho! Vamos continuar trabalhando pela melhoria das condições de vida da nossa população”, finalizou o gestor municipal.

Ascom PMS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s