Bahia: Bispo da Diocese de Juazeiro se reúne com deputado Zó para tratar do impacto das mineradoras em municípios da Região Norte

Na tarde desta terça-feira (05/10), o deputado estadual Zó se reuniu com o Bispo da Diocese de Juazeiro, Dom Beto Breis, para tratar das ações das mineradoras nos municípios da Região Norte, pois, além de desenvolvimento, a atividade gera impactos ambientais, sociais e de saúde nas comunidades.

Apesar da exploração ser permitida pela Companhia Baiana de Pesquisa Mineral, muitos municípios têm sofrido com atividade, desde o desmatamento à impactos sobre a saúde da população que vive nas comunidade rurais onde estão instaladas as mineradoras. Há localidades que são diariamente “nuvens” de minérios, como em Angico dos Dias, no município de Campo Alegre de Lourdes.

Para o deputado Zó, o diálogo com a Diocese é muito importante, pois já há um trabalho desenvolvido nas comunidades e sabe das demandas que a população precisa. “As mineradoras estão explorando os minérios e deixando um rastro de devastação, sendo que esta atividade pode ser feita de modo que os impactos podem ser reduzidos. É uma atividade econômica de grande importância para os municípios, mas os impactos sociais e ambientais e de saúde têm sido maiores. É preciso haver equilíbrio. A população e o meio ambiente não podem sair perdendo. E aqui estamos discutindo com Dom Beto um modo de minimizar este efeitos. Que seja feita a exploração, mas dentro das regras”, esclareceu o deputado Zó.

O Bispo destacou que há seis anos tem percebido um sofrimento de algumas comunidades com a atividade das mineradoras, como em Angico dos Dias, em Campo Alegre de Lourdes, e mais recentemente em várias comunidades de Sento Sé. “As empresas ávidas pelo lucro acabam não considerando as populações locais e os seus direitos e a questão também do meio ambiente. Sabemos da chegada do progresso , da geração de emprego, mas esses direitos precisam ser reconhecidos. A poluição ambiental tem causado sofrimento e doença nas comunidades. A gente vem conversando com a CBPM e o deputado Zó para ampliar o volume deste grito, pois estas pessoas precisam ser ouvidas”, declarou Dom Beto.

Como resultado da reunião, o parlamentar e o Bispo marcaram uma reunião presencial no mês de novembro com as empresas, CBPM e os gestores municipais para tratar da redução dos impactos.

Ascom Deputado Estadual Zó

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: