Nordeste: Projetos de energia solar e eólica geram milhares de empregos no Vale do São Francisco

Curso Petrolina

Uma dúvida que você pode ter: existe emprego na região do Vale do São Francisco, Juazeiro (BA), Petrolina (PE) e municípios vizinhos, para montador de energia eólica e solar?

Veja você mesmo nas matérias abaixo, o valor de investimento do novo parque solar que será construído em nossa região, esse investimento gera no mínimo 150 mil novas vagas de contratações:

Secretário de Meio Ambiente de Juazeiro se reúne com representantes de empresa de energia eólica que será instalada na cidade

ASCOM em 07/ago/2019

Débora Sousa/SEMAURB

O secretário de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano de Juazeiro (SEMAURB), Jadson Barros, recebeu nesta terça-feira, 06, em seu gabinete, o gerente de projetos da empresa CasaForte Eólica, Eduardo Oertli, e o supervisor de projetos Péricles Matos. O objetivo da visita foi apresentar o Projeto Vento da Serra Verde, que prevê a implantação de 71 aerogeradores (torres de energia eólica) em Juazeiro, próximo à divisa com Campo Formoso.

O secretário ressaltou o compromisso da gestão com as causas ambientais e falou da importância da empresa na região. “O prefeito Paulo Bomfim é um gestor atento as questões ambientais e está ansioso pelo Projeto Vento da Serra Verde. É preciso manter um meio ambiente equilibrado e este tipo de projeto é benéfico, tanto na produção de energia limpa, como também na geração de empregos, setor onde Juazeiro vem sempre se destacando. Com a implantação deste projeto, com certeza o município se firmará como grande pólo de energia renovável”, concluiu.

Em fase de análise pelo Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema), o projeto necessita de uma Comissão de Avaliação do Empreendimento e este passa pelo poder público e sociedade civil. Para Eduardo Oertli, a escolha por Juazeiro foi realizada a partir de estudos de viabilidade e também por a cidade estar adequada para receber tal investimento. “Temos projetos em todo o Brasil, mas na Bahia nosso foco é a energia eólica, pois a região possui características propícias para tal implantação. Aqui em Juazeiro não foi diferente e a região foi escolhida pela topografia dela, com serras existentes na cidade e na divisa com Campo Formoso. O Projeto Vento da Serra Verde tem como finalidade a produção de 300mw(mega watts de potência), transformando vento em energia elétrica de maneira limpa e sustentável”, descreveu.

A empresa Casaforte Eólica espera iniciar a instalação até o início do segundo semestre de 2020, após o cumprimento das condições estabelecidas pelo INEMA (cláusula estabelecida) com período de conclusão entre 18 e 24 meses. Para que este prazo seja cumprido, serão contratadas entre 300 e 500 pessoas da região para execução dos serviços.

Eduardo Oertli explica que uma das condicionantes da empresa é a contratação de mão de obra local e, “a depender do andamento da obra e da necessidade podemos contratar até mais que 500 funcionários, o que deve movimentar e fortalecer o emprego na região. Nosso supervisor de projetos, Péricles Matos, é daqui de Juazeiro e, assim como ele, esperamos ter mais profissionais capacitados”, finalizou.

O secretário esteve acompanhado da Diretora de Licenciamento Elayne Borges, da gerente de Licenciamento ambiental Josefa Galdino e da Supervisora de Educação Ambiental Ítala Alves.

214 lojas de Magazine Luiza serão abastecida por energia solar

214 lojas de Magazine Luiza serão abastecida por energia solar

28 jul 2020

A GreenYellow fechou recentemente com o Magazine Luiza um acordo para o fornecimento de energia solar e para o monitoramento desse recurso. O contrato, que funciona dentro do modelo de aluguel, prevê a entrega de 9307,1 MWh por ano, que serão direcionados para abastecer energeticamente a rede de lojas do Magalu. No total, o potencial energético equivale ao consumo de 214 lojas da gigante varejista.

Com mais de R$18 milhões de investimento realizado pela multinacional francesa, o projeto envolve a energia gerada nas usinas fotovoltaicas de Coroados e Riolândia, no estado de São Paulo, e de Florestópolis, no Paraná, que têm, juntas, 4.861 de KWp de potência instalada, suficiente para prover energeticamente, por ano, 4,2 mil casas ou 23.825 TVs, por exemplo.

“Além da contratação de energia solar, vamos oferecer ao Magalu o serviço de operação e manutenção das usinas. Este é um pilar muito importante nessa parceria, pois a GreenYellow tem como um dos seus diferenciais de mercado o fato de contar com um time especializado dedicado ao monitoramento de energia, responsável por coletar os indicadores importantes e programar as ações de manutenção das usinas. Trata-se de um trabalho muito específico, no qual nos destacamos e temos amplo know how”, afirma Pierre-Yves Mourgue, diretor-presidente da GreenYellow

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s