Remanso (BA): Profissionais da imprensa denunciam que foram agredidas em convenção partidária

Lidiane Lopes da Silva e Carolina de Araújo Barbosa, profissionais da imprensa, trabalhando em Remanso, norte da Bahia, cidade a 719 quilômetros de Salvador, em um vídeo postado em suas redes sociais denunciam agressões sofridas durante a realização da Convenção partidária de Zé Filho (PSD), atual prefeito e candidato à reeleição na cidade. 

O prefeito, que chegou à Convenção cercado de seguranças, determinou a inquisição das profissionais que só estavam no local para registrar o evento. Elas foram empurradas e ofendidas além de tratadas de forma discriminatória e ofensiva pelos prepostos de Zé Filho. 

As vítimas postaram um vídeo em suas redes sociais: “Gravamos este vídeo para compartilhar com vocês uma situação desagradável que vivemos aqui em Remanso. Zé Filho colocou carros de som nas ruas de Remanso convidando a toda a população para estar presente no evento. Nos sentimos convidadas para estar presentes, mas ao nos aproximarmos do evento, um grupo de cinco homens nos abordaram, gritando, de forma violenta, nos circulando e tentando colocar adesivos de seu partido, o PSD, em nossas costas. Nos sentimos coagidas, ficamos com medo”. 

Lidiane Lopes resume: “Nos sentimos muito assustadas! Muito expostas, invadidas e principalmente, censuradas. Eu, como jornalista, tenho a liberdade de imprensa, de fotografar e filmar agentes e eventos públicos. Estávamos em um evento público!” 

As profissionais dizem que, apesar da coação e agressões, tentaram entrar no espeço do evento e os prepostos de Zé Filho voltaram a tentar colocar adesivos nas suas vestes. “Um deles fotografou minhas pernas e minha bunda, num ato claro de assédio”, revolta-se Lidiane Lopes.   

Ao final reforçam sua disposição de não silenciar diante das agressões, reforçam a importância do trabalho que realizam e dizem ter identificado os agressores e o assediador, denunciando ainda que, no dia posterior à convenção, diversas postagens circularam na cidade com a imagem delas, acusando-as de produzir Fake News. As vítimas deixaram claro que vão procurar as medidas cabíveis e os responsáveis serão punidos.  

“Sinônimo de mulher é luta! ” Encerram. 

Assista aqui o vídeo: https://www.instagram.com/tv/CFM-NqwBFyI/?igshid=1pdfhgl2fhu6i

ʟɪᴅɪᴀɴᴇ ɢᴀᴅᴇʟʜᴀ on Instagram: “Sofremos violência por estar fazendo nosso trabalho. Sofreos violência por sermos mulheres. Mas não vão nos calar. Não vão nos deixar com…”100 Likes, 14 Comments – ʟɪᴅɪᴀɴᴇ ɢᴀᴅᴇʟʜᴀ (@llidigadelha) on Instagram: “Sofremos violência por estar fazendo nosso trabalho. Sofremos violência por sermos mulheres. Mas…”www.instagram.com

Fonte: Jornal Ação Popular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s